As mais belas capas de discos de 2011

De boas capas se fazem bons discos. Para bons discos, belas capas. A arte da capa sempre foi uma característica essencial na identidade de um álbum. E como no BRRUN.COM a contemplação à arte – seja em moda, em música, em pintura, em estilo de vida – é primordial, apresento-lhes um compilado com as mais belas artes nas capas de 2011.


Widowspeak – Widowspeak
O primeiro LP da banda tem também a mais bela capa escolhida pela edição.


The Sandwitches – Mrs Jones’ Cookies
O disco também é esta doçura.


Dutch Uncles – Cadenza
Ta aí a forma mais certeira de representar os diversos ângulos pelo qual caminha o disco.


Of Montreal – The Controllersphere
Confusão sempre foi primordial para Kevin Barnes e companhia.


Win Win – Win Win
Amor à primeira vista.


WhoMadeWho – Knee Deep
Uma brincadeira com os w’s e com a sobriedade do álbum e de Tomas Hoffding.


GROUPLOVE – Never Trust a Happy Song
A famosa pintura já virou símbolo da banda.


Wye Oak – Civilian
A tradução perfeita do que o disco representa. Um mergulho na melancolia – ora gélida ora confortavelmente gélida.


Copacabana Club – Tropical Splash
Quente, colorida e assanhada. Feito o disco. (Veja a resenha desse disco aqui.)


Twin Sister – In Heaven
É um belo retrato da vocalista da banda – em seu olhar calmo e quente traduz toda a alegria branda que o chillwave pode promover. (Veja a resenha desse disco aqui.)

MARINA RIMA
marinarima@brrun.com

Fotos: Divulgação

  • Lindo! vou atrás do conteúdo dessas capas ai.
    Ó esse novo do Toro Y Moi. Disco e capa bonitos… http://en.wikipedia.org/wiki/Underneath_the_Pine

  • Acho que a capa de "Helplessness Blues", dos Fleet Foxes é muito bonita também. Assim como a do "Living In The Edge Of Time", do Yuksek.

  • Quanta coisa legal, Marina. A aquarela do The Sandwiches e a fotografia do Wye Oak são as que achei mais bonitas.

  • Adorei! Amo a do Win Win!